quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Autores e Livros da Baixada são destaque no Jornal O DIA, 15/08/2015

Histórias de viagens, contos e poemas transformados em livros

Escritores são jovens, professores, guia de turismo, donas de casa. Independentes ou não, eles têm edições até em francês

O DIA
Dizem que pobre não se interessa por livros, que só quer saber de assistir TV e beber no bar. Mas há uma galera na Baixada Fluminense que desmitifica essa afirmação e prova que também sabe escrever, e muito bem: Emilly Borret, Marcos Lamoreux, Guarnier Paiol e Geise Gomes estão entre eles.

Emilly Borret mostra o ‘Diário de uma jovem Embaixadora’
Foto:  Paulo Araújo / Agência O Dia

A estudante Emilly Borret, de 17 anos, lançou o seu livro “Diário de Uma Jovem Embaixadora”, no último dia 7, na Livraria Cultura do Centro do Rio. A jovem iguaçuana foi uma dos 50 selecionados, dentre 13 mil 500 inscritos, para participar do Programa Jovens Embaixadores 2015 e contou a experiência de ter sido eleita uma estudante exemplar para representar o Brasil nos EUA, em seu livro.
Sempre gostei de escrever. Tinha um diário quando era mais nova. Mas poemas e contos, só depois que um ex-namorado, que também escrevia, me fez refletir sobre o assunto”, conta a estudante, que quer cursar a faculdade de Medicina e pensa em se especializar em Neurologia.
O convite para escrever o livro contando a experiência do intercâmbio surgiu depois de uma matéria sobre o assunto. “A editora Nova Terra entrou em contato comigo depois que dei uma entrevista. Como gosto de escrever e sempre quis publicar algo, aceitei a proposta”, lembra Emilly, que disputava lugar no trem do ramal Japeri para poder escrever o seu livro.
O documentarista e guia de turismo Marcos Lamoreux lançou o livro “Minha Casa é Minha Mochila” após amigos brincarem que ele escreveria um livro sobre suas histórias de viagens. “Gostei tanto da ideia que simplesmente escrevi o livro, aproveitando um projeto que fiz pra faculdade, um roteiro de 500 páginas onde aproveitei textos de blogs de viagem que já tinha”, diz o meritiense de 28 anos.
Lançado em abril, o livro é independente, não tem editora. “Foi melhor assim. Pude ter contato direto com o público, uma experiência incrível”, lembra. O livro está passando por revisão para ser publicado em Angola, na África, e recebeu propostas de tradução para o alemão e o francês.
Morador de Nilópolis, o ator Guarnier Paiol, de 35 anos, tem dois livros publicados: ‘Onomatopeia’, que reúne contos e foi publicado pela editora CBJE (Câmara Brasileira do Jovem Escritor) e ‘Paiol -Ninho’, de poemas curtos _o primeiro volume de três, pela editora Maple. “Custeei as duas publicações e também tenho livretos que faço artesanalmente e comercializo”, diz o escritor, que é graduado em Língua Portuguesa e Literaturas e Especializado em Orientação Educacional e Pedagógica.
O ator explica que tem alguns outros livros para publicar, “mas tudo é bem difícil quando você é seu próprio patrocinador. Hoje, desconheço editoras que recebam originais de escritores desconhecidos com reais interesses em publicá-los sem que o autor pague a publicação.”.
A iguaçuana Geise Gomes, de 29 anos, lançou recentemente o livro infantil “Cadê Martin?”, pela Chiado Editora. O livro foi inspirado em um amigo argentino e em sua viagem de bicicleta pelo Brasil.

Conto na coletânea ‘Flupp Pensa’


Conto 'Estragos da Síndrome' foi lançado em português e francês
Foto:  Divulgação

Joana Ribeiro tem representado belamente a Baixada. A jovem escritora iguaçuana de 23 anos, teve o conto ‘Estragos da Síndrome’ publicado em 2012 pela coletânea ‘Flupp Pensa’. E em março de 2014 o mesmo conto foi lançado na França, no Livro “Je suis toujours favela”. E, em novembro, Joana participará do livro ‘ Meu Rio’, com outros 20 escritores novos. O livro será comercializado em todo o Brasil.
O animador cultural, Heraldo HB, também faz parte dessa galera. Ele lançou “O Cerol Fininho da Baixada – Histórias do cineclube Mate Com Angu”, pela Aeroplano Editora. O livro faz parte da Coleção Tramas Urbanas.
Uma artista completa, Wilma Machado, de 60 anos, custeou a publicação do seu livro de poesias ‘Mãos Amigas’. “Presenteio os amigos com o livro”, conta ela.

Projeto reúne autores e livros da baixada fluminense

Buscando valorizar e reconhecer a produção literária da Baixada Fluminense, a produtora da empresa EncontrArte _ que realiza o festival de teatro de mesmo nome_e atriz, Claudina Oliveira, criou em 2007 o projeto ‘Autores e Livros da Baixada Fluminense’, em que ela reúne, sem nenhum apoio, os livros dos autores e os leva para eventos culturais e feiras.
“Hoje, a catalogação que faço já conta com mais de 300 títulos. Só de poesias são mais de 80. E a maior parte da produção é feita por homens”, conta. Segundo Claudina, predominam os livros de poesias e conteúdos paradidáticos, resultado dos trabalhos de TCCs e dissertações, principalmente, dos cursos de história da Baixada.
Ela quer se inscrever para o edital de Livro e Leitura lançado pelo Ministério da Cultura. “Quero potencializar esse projeto”.

Reportagem da estagiária Marcelle Abreu

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Literatura da Baixada em abril, no Sesc Nova Iguaçu

Montagem com o folder da programação do evento.



Em homenagem ao 30 de abril, Dia da Baixada Fluminense, a rede SESC Baixada (São João de Meriti, Nova Iguaçu e Duque de Caxias), realizam mais uma edição do projeto "Baixada em Foco". Serão 23 atividades exibindo as grandes potencialidades artísticas e sociais, divididas em vários seguimentos, como a Música; Artes Plásticas; Teatro; Cinema;  Artes Visuais; Cultura Popular; Literatura e Meio Ambiente.

De 24 a 30 de abril, o Sesc Nova Iguaçu, em parceria com a produtora cultural Claudina Oliveira, realiza a Exposição "Autores e Livros da Baixada Fluminense", com aproximadamente 150 títulos, com o objetivo de aproximar a produção literária dos professores e alunos da rede de ensino da redondeza.

O acervo, que percorre eventos culturais desde 2007, tem despertado o interesse da população, invariávelmente surpresos com a diversificade de temas e estilos literários, onde predominam os temas poéticos e de pesquisas, com relatos históricos acerca da formação das cidades e culturas que compõem a Baixada Fluminense.

Serviço: Exposição "Autores e Livros da Baixada Fluminense"
Período: 24, 25, 26, 29 e 30 de abril.
Horário: 10h as 15h (com intervalo do almoço).
Local: Sesc Nova Iguaçu - Rua D. Adriano Hipóplito, 10
Telefone: (21) 2797- 3740 (Biblioteca) - 8605-1938- Claudina Oliveira
Facebookhttp://www.facebook.com/AutoresLivrosBaixadaFluminense

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Noite de Autógrafos nesta quinta-feira, 28/06/2012

 

Chegando em Nova Iguaçu pela 11ª vez, a Feira de Livros da ABL - Associação Brasileira de Livros e a Prefeitura de Nova Iguaçu promovem a o stand Autores e Livros da Baixada Fluminense, que tem o trabalho conjunto da Biblioteca Cial de Brito, da Produtora Cultural Claudina Oliveira e do Escritor Moduan Matus.

        Afim de divulgar ainda mais as publicações desse autores, será realizado as Noites de Autógrafos durante a permanência da feira de livros em Nova Iguaçu. Na próxima quinta feira, Alexandre Bollmann e Cláudia Miquelot apresentarão seus livros e seus poemas para o público excepcionalmente dentro do evento Encontro de Poetas e Afins, na varanda da Biblioteca da Casa de Cultura de Nova Iguaçu.

        Vamos conhecê-los um pouquinho?

Cláudia Valéria Miqueloti - Autora de "Labirinto do Sol e da Lua"
         Cláudia Valéria Miqueloti, nascida em Nova Iguaçu escreve poesia desde os 10 anos. Participou de  antologias de São Paulo e do Rio de Janeiro. Em 2011 publicou o livro de poesias Labirinto do Sol e da Lua, tendo os primeiros exemplares autografados na XV Bienal do Livro do Rio de Janeiro.
         Labirinto do Sol e da Lua é o espelho de uma alma onde se reflete sentimentos rabiscados dentro do coração da autora. Suas vivências, seus sentimentos, suas visões e impressões da vida caminham em cada página como a levar o leitor a um mundo de expectativas, desvendando mistérios e surpreendendo-se a cada poesia lida.

...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   ...   


        Alexandre Bollmann reside em Nova Iguaçu desde 2002; é Servidor público do poder judiciário, com formação em Ciências Sociais pela UERJ e atualmente cursando Direito na UNIRIO.
 Começou a escrever poemas em 1993 e, nos anos de 1996 e 1997, editou e escreveu na publicação Ágora, que circulava na UERJ, principalmente entre os cursos de Ciências Sociais e Psicologia.

Alexandre Bollmann - Autor de Passos Calçados e Outros Passos
Em 2011 publicou, pela editora Livre Expressão, seu primeiro livro: Passos Calçados e Outros Passos (ed. Livre Expressão, 2011), é o primeiro livro publicado pelo poeta; fruto de mais de duas décadas de poesia. O livro se caracteriza pela simplicidade dos versos e pela exploração do sentido e sonoridade das palavras; pela diversidade de temas, esta obra propicia ao leitor um passeio poético que vai do político ao afetivo, do social ao romântico e do filosófico ao lúdico.



Serviço: 
Noite de Autógrafos - Encontro de Poetas e Afins
Casa de Cultura de Nova Iguaçu
Rua Getúlio Vargas, 51 - Centro Nova Iguaçu
Horário: 19h
Maiores Informações: 8605-1938/ 8743-4768 Claudina Oliveira e Moduan Matus

domingo, 20 de novembro de 2011

4ª Noite de Autógrafos na 10º Feira do Livro de Nova Iguaçu - 22/11, Terça-feira

Conheça os autores que estarão autografando seu livros nesta terça-feira, 
na 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu!



Antonio Filipak - Artista Plástico e Designer com Graduação em Marketing, Pós-graduação em Gestão e Produção Cultural, com diversos cursos de extensão do MBA em Gestão Cultural, além da formação em Cinema de Animação, História da Arte e Músico Profissional pela Ordem dos Músicos do Brasil. Participou da publicação de vários cartálogos de arte;  lançou "Releitura" em 2007 e está produzindo (Caminhos 25 anos do) "A Nova Iguaçu Histórica"- Livro pôster, para Janeiro de 2012,

 



Eva Correia Derossi - De origem portuguesa. Casada, mãe de dois filhos. Formada em Pedagogia, trabalhou com as cátedras de Filosofia e Sociologia. Escreve mensagens personalizadas (acróstico), padronizadas e cerimoniais. É autora do texto "Encontro Sacana", para ser adaptado para uma peça de teatro. Publicou recentemente "Amor e Fé  pelas Estradas da Vida", pela Litteris editora.







Fátima Reis - pedagoga (UNI-RIO); poeta, escritora, contadora de histórias e consultora ambiental. Atua na promoção da igualdade racial, na educação etnoambiental e em projetos de diversidade cultural. Conquistou o 2° lugar no I Concurso Mercosul de Contos para Crianças na Argentina com o livro "O Menino que Queria Chorar Estrelas" (2005). Pela Duna Dueto publicou "A Princesa Cambalhotista" e "A História de Chico Mendes para Crianças" pela editora Prumo.




Henrique Souza -  é poeta de Nova Iguaçu – RJ, professor de Sociologia e Filosofia, participa do grupo de poesia Desmaio Públiko e faz parte do grupo Pó de Poesia. Lançou em 2010, o livro "enCantos do ser".




Manoel Ricardo Simões: também conhecido por Breguelé, é geógrafo (UFF e IFRJ), e professor universitário. Através da editora Entorno pela qual é idealizador e responsável, publicou os seguintes títulos: “A Cidade Estilhaçada”; "Contos e Crônicas"; "Dramatização para o ensaio de Geografia", e recentemente, "Ambiente e Sociedade na Baixada Fluminense".






Marlos Degani -  é poeta, autor de "Ad Nutum" (1992) e "Sangue da palavra". Participa do grupo "Desmaio Públiko". Ganhou diversos prêmios, entre eles: Prêmio SESC de Poesia (São João de Meriti) - 1996; Prêmio Jornal O Globo – Melhor Redação - 2000; Prêmio Helena Kolody – Governo do Paraná – 2001 e mais recentemente o Prêmio Canon de Poesia de 2009 e o da Livraria Asabeça de 2010.

Ney Santos - é iguaçuano, formado em Letras, é também compositor, com participações em festivais do gênero; em 2010, foi  congratulado com o melhor samba no Bloco Arrastão de Miguel Couto, onde até hoje é intérprete oficial. Como escritor figura em  várias antologias. Em 2003  editou "Capitulino - Bom Pra Cachorro", cujo lançamento ocorreu na 11ª Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro.





Sobre a Feira do Livro de Nova Iguaçu

A Feira do Livro de Nova Iguaçu começou no ano de 2005, e por duas ocasiões, ocorreram repetidamente no mesmo ano, por isso encontra-se pela 10ª vez em Nova Iguaçu, com parceria da Secretaria de Cultura e Turismo local.


Naquele começo, um número considerável de autores iguaçuanos lideraram os balcões do stand exclusivo para autores baixadenses na feira, sob a batuta do editor e escritor Moduan Matus. A partir de 2007, inspirada em tão relevante iniciativa, cataloguei junto a outros grandes acervos (IPAHB; ASAMIH e CENFOR), um número importante de autores de outros municípios. A partir daí realizei a "Exposição Autores e Livros da Baixada Fluminense" em Seropédica; Duque de Caxias; Nova Iguaçu, Paracambi e Itaguaí, sempre em grandes eventos culturais. Em seguida, criei um blog, onde está sendo catalogando um acervo com quase 150 títulos disponíveis para venda.

Buscando facilitar o intercâmbio entre autores e o público leitor, estou produzindo o evento "Noite de Autógrafos" dentro da 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu, no stand 13, onde os mesmos não somente vendem seu livros mas compartilham saberes e ideais. O reconhecimento do público tem proporcionado motivações para as próxima obras.

Na primeira semana da "Noite de Autógrafos" (01/07), aportaram por lá Marcão Baixada, autografando a coletânea de crônicas "Pelas Periferias do Brasil"; Camila Senna (03 títulos - Coletânea de poesias), e Moduan Matus (com mais de 10 títulos ainda disponíveis para venda. Ele publicou 17 livros).

Na segunda noite (08/11), recebemos a septuagenária Lírian Tabosa com duas publicações recentes: "Umas & Outras" e "Lírios" (ambos de poesias), e, Sil, autografando "Miscelâneas", publicado em 2006.

No terceiro encontro, recebemos o Sr. Frederico de Castro com seu livro "Uma Vida Dedicada à Nova Iguaçu"; Gisela Barros  ("Nossa Gente I e II"; e "Nossas Ruas Tem Histórias"); Fábio Fernando ("Estação Abrigo"); Pedro Ferreira (06 títulos, sendo o mais recente, "O Jovem na Sociedade Contemporânea); Tatá Ananguê ( “Angola Nação Mãe”); Paulo Santos (03 títulos, o mais recente, "Imagens Nova Iguaçu" - colorido) e Victor Loureiro, autografando sua mais recente publicação "Perímetro Urbano”.

Essa iniciativa é relevante, e vem de encontro a uma notória demanda: a produção literária na Baixada Fluminense X a ausência de livrarias e acervos voltados para esse segmento (bibliotecas, exposições).

É chegada a hora de reconhecermos a produção literária da Baixada Fluminense, seja através de cotas em editais de publicações de livros; de concursos literários; de estabelecimento de 'cantinhos do escritor baixadense' nas bibliotecas municipais e em outras instituições como SESI, SESC, ONG's, etc.

Porque tem ficado evidente o interesse da população pelas publicações dessa temática, principalmente os livros que trazem à tona a memória da nossa região; como os livros que abordam a história, a geografia; de personalidades notório saber como o próprio Moduan Matus; dos pesquisadores Gênesis Torres; Ricardo Simões; José Cláudio Souza Alves; Ney Alberto de Barros entre outros.

Portanto insisto com você que continuou comigo por aqui: ações como "Exposição de Livros e Autores da Baixada Fluminense, e "Noite de Autógrafos" é mais um dos caminhos para que se estabeleça uma estreita e forte relação entre a paixão de ler e escrever. É como a fome e a vontade de comer. Na sua frente há um prato e também a sobremesa. Pegue a colher!...E saboreie sem  Moderação, se puder.


Serviço:
22/11/2011 – Terça-feira - 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu  - "Noite de Autógrafos"  - Stand 13 - Autores da Baixada Fluminense
Local: Praça Ruy Barbosa - Centro - Nova Iguaçu (Próx. Bancos Brasil e Bradesco
Horário: 18h
Maiores Informações: 8605-1938/ 8743-4768 Claudina Oliveira e Moduan Matus


Por Claudina Oliveira
Produtora Cultural
21-8605-1938/ 9747-0599

Sucesso na 3ª Noite de Autógrafos na 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu

Geraldo Bastos, Tatá Ananguê e Antonio Filipak
18 de Novembro de 2011 - 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu , sete autores: Gisela Barros e Pedro Ferreira (Mesquita) , Paulo Santos, Tatá Ananguê e Frederico de Castro (Nova Iguaçu), e, Victor Loureiro (Nilópolis),
se revesaram ali na bancada no stand 13 "Autores e Livros da Baixada Fluminense, num início de noite regado a cafezinho e chocolate quente, não somente para vender e autografar suas obras, mas também e imprescindívelmente em compartilhar ideias e saberes, com o público, mas também com outros autores que vieram prestigiá-los: 

Paulo Santos autografa para a Prof. Clara.

Ney Santos, Prof. Ricardo Simões e Prof. Eva.
Ney Santos e Sr. Frederico Castro sob as lentes de Sergio Ramoz

Faltou mesa e cadeiras pra acomodar tão relevantes personagens da cultura baixadense, mas esbajaram simpatia, alegria e doce prazer de estarem ali com seus pares, partilhando ideais.
O stand 13 - By Sergio Ramoz
Prof. Manoel Ricardo Simões, Claudina Oliveira, Léo e Gisela da Gestão Participativa da Pref. de Mesquita.
Os escritores Eva Correia Derossi e Paulo Santos.
Ziza Nascimento, e os escritores Pedro Ferreira e Eva Correia Derossi.   
Ziza Nascimento,Reginaldo Oliveira, Paulo Santos e Pedro Ferreira.
 Momento bom, momento que estamos vibrando para que se repita na próxima semana, até lá!
Papo animado entre Claudina Oliveira, Everton Barsan, Danielle Masi e o Léo, da Gestão Participativa de Pref. de Mesquita



segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Pode vir, pode chegar: 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu - "Noite de Autógrafos" - Stand 13 - Autores da Baixada Fluminense


Esta mensagem é pra você. Continue. Você quer. Você pode.

Atenção: o dia 18/11 é a 3ª "Noite de Autógrafos" realizada na 10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu, precisamente no stand nº 13, denominado "Autores e Livros da Baixada Fluminense".

Esta exposição começou em 2005, quando a ABL - Associação Brasileira do Livro solicitou à Prefeitura de Nova Iguaçu a autorização de utilização do solo público para essa feira que percorre a região oeste e centro do Rio de Janeiro desde 1955.

Em 2005, o escritor e editor Moduan Matus e também funcionário da prefeitura de Nova Iguaçu se candidatou a ocupar um dos stands da 'feira, e ali se instalou com livros de autores iguaçuanos. Tendo eu passado por ali (não me recordo o ano), achei interessantíssimo a iniciativa, e a partir de 2007, dei prosseguimento à ideia de levar não somente autores iguaçuanos, mas também autores de outros municípios da Baixada Fluminense (acervos de Duque de Caxias, São João de Meriti, Seropédica, Mesquita, etc.), para eventos culturais, como o Prêmio Baixada, Teia Baixada, Congresso de História (UFRRJ-NI), etc. Parte dessa trajetória está relatada no link: http://livrosbaixadafluminenserj.blogspot.com/

De lá pra cá, o acervo tem crescido, e isso tem facilitado o entrosamento escritores de vários estilos. Percebo que na Baixada Fluminense predominam as aptidões para a poesia e os didáticos (história da Baixada Fluminense), porém os romances, as crônicas, a literatura infanto-juvenil bem como os livros de auto-ajuda também figuram nos acervos de vários colecionadores da temática 'Autores Baixadenses'.

E o 'colecionador' é personagem imprescindível nessa busca pelos autores da região, pois nem as bibliotecas e livrarias possuem acervos tão abastecidos; isso porque os autores de livros da Baixada Fluminense simplesmente não possuem muitos meios de divulgar e comercializar suas obras. Sim, na Baixada Fluminense podemos contar nos dedos das mãos a quantidade de livrarias, que em sua maioria só vendem livros didáticos; não possuem um 'cantinho' para o autor local, e quando se propõe à essa possibilidade, exigências como a de fornecer o ISBN (International Standard Book Number - sistema internacional padronizado que identifica numericamente os livros), impedem, frequentemente os 'literatas independentes de plantão'. A realidade é que a grande maioria dos autores baixadenses produzem seus livros de forma independente, quase artesanalmente, em pequeníssima quantidade, ou seja, a publicação através de uma grande editora, é quase nula, impossibilitando o interesse das poucas livrarias existentes nos treze municípios que compõe esta região.

Dos acervos que pude ter acesso, os mais representativos são: IPAHB- de Pesquisas e Análises e Ciências Sociais da Baixada Fluminense; ASAMIH - Ass. de Amigos do Instituto Histórico de Duque de Caxias e do escritor e editor Moduan Matus. Nesses três acervos podemos pesquisar e obter os contatos de muitos autores que já contam com a divulgação e distribuição dos livros para o público ávido por novos títulos, portanto, essa exposição tem proporcionado a junção de acervos, e principalmente, a aproximação de outros autores que não figuravam em quase nenhuma estante. A grande realidade é: um autor baixadense é mais um entre tantos outros autores independentes que produz, publica, divulga e vende seus livros apenas para amigos e parentes.

Penso que já é chegada a hora de reconhecermos a produção literária da Baixada Fluminense, seja através de cotas em editais de publicações de livros; de concursos literários; de estabelecimento de 'cantinhos do escritor baixadense' nas bibliotecas municipais e em outras instituições como SESI, SESC, ONG's, etc.

Porque tem ficado evidente para mim, que estou de plantão todos os dias (desde o dia 25/11, até o momento), o grande interesse da população pelas publicações desses autores, principalmente os livros que trazem à tona a memória da nossa região, como os livros que abordam a história, a geografia, de personalidades notório saber como o próprio Moduan Matus; dos pesquisadores Gênesis Torres; Ricardo Simões; José Cláudio Souza Alves; Ney Alberto de Barros entre outros.

Portanto insisto com você que continuou comigo por aqui: ações como "Exposição de Livros e Autores da Baixada Fluminense, e "Noite de Autógrafos" é mais um dos caminhos para que se estabeleça uma estreita e forte relação entre a paixão de ler e escrever. É como a fome e a vontade de comer. Na sua frente há um prato e também a sobremesa. Pegue a colher!...E saboreie sem  Moderação, se puder.

Por Claudina Oliveira

Serviço:
10ª Feira do Livro de Nova Iguaçu  - "Noite de Autógrafos"  - Stand 13 - Autores da Baixada Fluminense

Local: Praça Ruy Barbosa - Centro - Nova Iguaçu (Próx. Bancos Brasil e Bradesco
Horário: 18h
Autores confirmados: Fábio Fernandes, Gisela Barrros e Pedro Ferreira ( Mesquita); Paulo Santos e Tatá Ananguê (Nova Iguaçu), e Victor Loureiro (Nilópolis).

Maiores Informações: 8605-1938/ 8743-4768 Claudina Oliveira e Moduan Matus

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Feira do Livro de Nova Iguaçu - Noites de Autógrafos em Novembro


Dentro da Feira do Livro de Nova Iguaçu que começou no dia 24 outubro, seguindo até 23 de Novembro, está acontecendo a exposição "Autores e Livros da Baixada Fluminense", como uma das poucas alternativas em reunir títulos de grande relevância para a literatura regional. E para ampliar essa aproximação junto ao público, está sendo organizada as "Noites de Autógrafos", durante quatro semanas, nos dias: dias 01, 08, 18 e 22 de novembro, onde autores baixadenses estarão visitando o stand número 13 a partir das 18h, dispostos a um bom bate-papo e no caso extremo (venda da obra), um carinhoso autógrafo (!).

Convidados do dia01/11

Camila Senna - Poeta, Iguaçuana. Participou de oito coletâneas. Camila por ela mesma: "(...) Ariana de março. Poeta sem berço. Casada por livre e espontânea vontade. Mãe, por ser abençoada. Mulher por natureza e puro ímpeto!"











Moduan Matus - Poeta Iguaçuano, produtor, editor, criador de vários eventos no campo da poesia, artes plásticas e coisa e tal. Contabiliza em sua carreira de escritor 17 publicações.










 Marcão Baixada - Atua como MC, beatmaker, comunicador, ativista, agitador cultural, locutor da Rádio Enraizados e colunista do Portal Enraizados. Está participando da coletânea "Pelas Periferias do Brasil - Volume 5" com curadoria de Alessandro Buzo.











Já estão comprometidos:

18/11 - Tatá Ananguê - Pesquisa sobre o Candomblé/Angola

22/11 - Antônio Filipak - Livro-revista sobre artes plásticas (pintura digital)
            Fátima Reis - Literatura Infantil - 03 títulos
            Nei Santos - Literatura Infanto-juvenil - 01 título
            Eva Correia - Crônicas

Os autores interessados em participar, deverão encaminhar para o e-mail claudinaoliveira@gmail.com
* Capa do livro
* sinopse da (s) publicação (ões)
* Foto e breve histórico da (a) autora (or)

Serviço:
Feira do Livro de Nova Iguaçu
Local: Praça Ruy Barbosa (em frente aos banco do Brasil e Bradesco). Nova Iguaçu - Stand 13.
Organização: Claudina Oliveira e Moduan Matus